PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE MICROPIGMENTAÇÃO

1) Quanto tempo dura a micropigmentação?

A micropigmentação pode durar até 5 anos, mas a renovação celular constante, atualmente mais acelerada em função do uso de ácidos rejuvenescedores, e também pela acção direta dos raios solares, contribuem para o desbotamento do pigmento, precisando refazer a técnica após um a dois anos em média.

1) Quanto tempo dura a micropigmentação?

A micropigmentação pode durar até 5 anos, mas a renovação celular constante, atualmente mais acelerada em função do uso de ácidos rejuvenescedores, e também pela acção direta dos raios solares, contribuem para o desbotamento do pigmento, precisando refazer a técnica após um a dois anos em média.

2) Quais as precauções que se deve tomar após o processo de micropigmentação?

É necessário usar durante a primeira semana um creme indicado pelo seu profissional (CREME PÓS-TRATAMENTO DE MICROPIGMENTAÇÃO, BACITRACINA OU VASILINA), para ajudar a fixar o pigmento. Nos primeiros 5-7 dias deve evitar sauna, coçar, vapores de panela, banho quente, sol, mergulho no mar ou piscina.

3) Micropigmentação e Tatuagem, são a mesma coisa?

Inicialmente a técnica era a mesma. Atualmente não. Na Micropigmentação usamos um aparelho chamado dermógrafo, próprio para trabalhos sensíveis e delicados. As agulhas e os pigmentos foram desenvolvidos especialmente para este fim o que fez com que a técnica evoluísse, traduzindo um trabalho mais suave e delicado, o que antes era mais agressivo e grosseiro, deixando marcas irreversíveis, pois a tatuagem é uma técnica de alta penetração, que atinge a terceira camada da pele e só pode ser removido com laser.

4) E se eu não gostar?

Como uma técnica de penetração de pigmentos, a mesma terá um tempo de duração na pele, mas considerando que ela só atinge a segunda camada da pele, podemos dizer que é um processo reversível. Para não reforçar esta maquilhagem, basta não fazer os retoques de manutenção e poderá também, serem utilizados produtos que descamam a pele, acelerando a renovação celular, e em último caso recorrer ao processo de despigmentação ou laser. Nestes últimos casos deve procurar a orientação de um especialista (disponível no CENTRO DE MICROPIGMENTAÇÃO KRISTINE LUX)

5) Quem pode fazer a micropigmentação?

Quase todas as mulheres e homens podem se submeter a técnica, sendo contra-indicado para os portadores de diabetes, hemofilia, cancro de pele, herpes labial, alergias tópicas, grávidas.

6) O que são aquelas sobrancelhas azuladas que as vezes vejo em alguém? Pode ser corrigido?

Técnicas ainda pouco difundidas e o próprio desconhecimento de reações que se poderia obter no uso de algumas tonalidades, assim como pigmentos impróprios para este tipo de trabalho, foram fatores que propiciaram esses trágicos efeitos. Muitos deles irreversíveis, e outros com alguma possibilidade de melhora. Hoje um bom profissional, com bons conhecimentos de colorimetria não tem praticamente chances de errar em um resultado desejado. Podem ser corrigidas, sim, passando por um processo de camuflagem da cor antiga e aplicação do novo e adequado tom para aquela pele.

7) Quem escolhe a cor?

Tanto a cor como o design são bastante discutidos entre a cliente e a profissional. A cliente com sua idéia já pré-concebida e a profissional com sua experiência, irão trocar idéia e encontrarão a melhor opção unindo o desejo da cliente com a técnica da profissional.

8) É preciso fazer alguma manutenção?

Hoje já contamos com pigmentos que dispensam o retoque, porém ainda há casos que no processo de cicatrização, ao desprender uma “casquinha”, fica uma falha na absorção do pigmento, então neste caso é necessário que entre 25 a 40 dias no máximo, a cliente volta para avaliação.

9) Quanto tempo tenho que dispor para me submeter a técnica?

Depende do que a cliente deseja fazer, em média deve estar pronta passar umas 3h com especialista (inclui a recepção, consulta de avaliação, anestesia e o próprio tratamento).

10) Que riscos são oferecidos a saúde?

São premissas básicas para o completo sucesso do trabalho: Material de qualidade, material de uso individual descartável e principalmente assepsia do local. Com esses cuidados é rarísssimo ocorrer situações de infecção, lembrando que a cliente também é responsável pela manutenção e cuidados no processo de cicatrização, devendo seguir rigorosamente as orientações dadas pelo profissional.

11) Este procedimento estético gera dor como na tatuagem?

A aplicação é praticamente indolor, pelo uso de cremes anestésicos antes do início da sessão e durante. Na maquiagem definitiva utiliza-se um aparelho chamado dermógrafo, que possui uma agulha na sua extremidade e o pigmento é aplicado na segunda camada da pele, por isso não agride a derme e evita sangramento e dor acentuada. Já na tatuagem, o trauma dérmico chega a ser dez vezes maior, porque a profundidade da agulha na pele também é muito maior, já que atinge a terceira camada da pele.

12) Quem está habilitado a fazer este trabalho?

Como qualquer trabalho estético, a micropigmentação deve ser feita por profissionais formados, treinados e experientes, que tenham conhecimento sobre pele, colorimetria, desenhos, assepsia, entre outros conhecimentos importantes ligados a técnica e a aplicação.